domingo, 10 de outubro de 2010

Censo 2010 - as cidades pequenas foram as que mais cresceram no estado de São Paulo.

Paço municipal de Nova Aliança, cidade na região de São José do Rio Preto que teve crescimento populacional de 15%. Foto de Alexandre de Freitas.


O censo 2010 já nos proporciona algumas análises. As cidades pequenas, em especial as que têm menos de 10 mil habitantes foram as que mais cresceram no estado de São Paulo. Os números do IBGE para calcular o crescimento são referentes a população estimada de 2009.
As cidades que aparecem com um percentual maior que 100% são aquelas onde houve crescimento e aquelas que apresentam um percentual menor que 100% revelam que a população diminuiu.
A campeã no estado foi Sales Oliveira, na região de Ribeirão Preto, passou a ter uma população de 10.552 habitantes, 132% com base na população estimada em 2009. Neste ano sua população era de 8.021 (IBGE-Cidades) o que evidencia um crescimento de 32%.
A cidade de maior população que teve crescimento expressivo foi Morro Agudo, também na região de Ribeirão Preto, tinha em 2009 26.305 habitantes e em 2010 passou a ter 28.969.
Vejam autras cidades campeãs de crescimento:


  • Sales Oliveira, região de Ribeirão Preto - 132% passou a ter 10.552 hab.;
  • Jumirim, nas proximidades de Tietê - 120% passou a ter 2.755 hab.;
  • Itaju, nas proximidades de Bariri e Ibitinga - 120% passou a ter 2.363 hab.;
  • Vargem, próximo à Bragança Paulista - 120% passou a ter 8.522 hab.;
  • Altair, na região de São José do Rio Preto (próximo à Olímpia) - 115% passou a ter 3.769 hab.;
  • Nova Aliança, na região de São José do Rio Preto - 115% passou a ter 5.886 hab.;
  • Ouroeste, região de São José do Rio Preto (próximo a Fernandópolis) - 111% passou a ter 8.401 hab.;
  • Alambari, próximo à Sorocaba - 111% passou a ter 4.884 hab.;
  • Barão de Antonieta, próximo à Itapetininga - 110% passou a ter 3.116 hab.;
  • Mendonça, região de São José do Rio Preto - 110% passou a ter 4.640 hab,;
  • Morro Agudo, região de Ribeirão Preto - 110% passou a ter 28.969.

Alguns questionamentos são interessantes de ser realizados. Obviamente são sugestões que carecem de maiores análises, a intenção e "levantar" suspeitas que possam sugestionar o motivo do crescimento. Vamos a eles.

  • As pessoas estariam fugindo das cidades maiores em busca de um outro estilo de vida?
  • Políticas públicas voltadas a atrair imigrantes estão sendo priorizadas nestas cidades, p. ex.: abertura de distritos industriais com isenção de impostos, terrenos residenciais subsidiados pelo poder público?
  • Dinâmica econômica regional favorável a atrair pessoas, grandes obras, instalação de empresas, etc?
  • Cidades dormitórios? E preverível morar numa cidade pequena próximo a uma grande ao invés de morar na periferia de uma grande cidade.


Finalizando, vale lembrar que algumas das menores cidades do estado de São Paulo tiveram sua população reduzida. É o caso da menor cidade do estado e do Brasil, Borá. Teve 4% de redução de sua população, está com 805 habitante. Turiuba, Arco Íris, Paulistânia e Uru todas cidades com menos de 2 mil habitantes também tiveram redução populavional.
Referência:
IBGE - censo 2010. Preliminar.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...